Paciente

segunda-feira, outubro 23, 2006

O final

Existem duas razões que podem levar alguém a sentar-se em frente da televisão todos os fins-de-semana em que se realizam provas do campeonato mundial de F1.

A primeira é óbvia: acompanhar as vitórias, ou azares, do nosso piloto ou equipa favoritos (que muitas vezes coincidem).

A segunda, não tão óbvia, torcer para que aquele piloto irritante, realmente bom, mas que no início da sua carreira teve comportamentos menos próprios ao volante, não ganhe a prova…

Hoje terminou o campeonato de 2006 com o grande prémio do Brasil. Alonso, piloto da geração playstation, venceu pela segunda vez consecutiva; Schumacher abandonou as pistas.

Apesar do que se passou há uns anos atrás com Damon Hill e Jacques Villeneuve, reconheço que foi um grande piloto. Aliás, é um grande piloto, pelo que acredito que reunia todas as condições para realizar mais uma época! O grande prémio de hoje foi prova dessa mesma mestria.

Lá se vai um dos motivos para ver F1, pelo que alguém deve preencher rapidamente a categoria de piloto favorito ou o campeonato perde um espectador.

2 Comments:

  • E que tal renderes-te de vez às corridas do Alonso? Não te parece um bom motivo para continuares a partilhar comigo (mais) este gostinho?

    By Anonymous Ana Lu, at outubro 23, 2006 4:28 da tarde  

  • Que mau gosto... nem uma nem outra... credo...

    Eu proponho uns dias de nojo só pelo abandono das corridas do Barão Vermelho!

    By Blogger André, at outubro 24, 2006 5:19 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home